Higiene Íntima Feminina

A higiene íntima feminina é muito importante, mas infelizmente poucas mulheres sabem como fazer, mesmo fazendo parte da higiene geral.  E, assim como toda higiene, ela evita infecções,  odores e lesões vaginais.

A vagina possui proteção natural proveniente das bactérias do grupo Lactobacillus casei. Estas formam a flora vaginal, mas sozinhas, não conseguem higienizar a vagina, e por isso, a grande importância de uma boa higiene íntima. Pensando nisso, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) elaborou um guia de condutas sobre a higiene íntima das mulheres, e orienta:

  • Ao escolher o sabonete, prefira os hipoalergênicos.  São mais apropriados porque foram testados e reduzem a chance de alergias
  • Sempre seque bem a região após o banho. Isso evita a proliferação de bactérias, fungos e vírus
  • Use roupa íntima de algodão. Elas favorecem a ventilação da área
  • Durante o período menstrual, faça a higiene do local com mais frequência
  • Após lavar, enxague bem as roupas íntimas para retirar os resíduos químicos do sabão em pó e do amaciante
  • Durma sem calcinha ou use roupas largas para dormir. Isso aumenta a ventilação da região genital

higiene-intima-feminina-02

A higiene deve ser feita três vezes ao dia, de preferência com água, sabonete  e usando somente os dedos. Esponjas, cotonetes ou qualquer outro apetrecho devem ser descartados, pois podem raspar a vulva e provocar ferimentos. Na vulva, os movimentos devem ser leves e circulares. Depois, com os dedos na horizontal, a limpeza deve ser feita da vagina para o ânus, para que não haja contato do material retal com o genital.

Durante a menstruação, uma das dicas mais importantes é remover constantemente os coágulos de sangue que se instalam na vulva. A troca dos absorventes deve ser de acordo com o fluxo menstrual da mulher. Caso seja intenso, a troca deve ser constante, preferencialmente de hora em hora. Não é recomendável que o mesmo absorvente seja utilizado por muito tempo. Os absorventes do tipo interno só devem ser utilizados em ocasiões específicas, como na praia, por exemplo.

Assim como a falta de higiene, o excesso de limpeza também pode trazer problemas. Os cuidados não devem levar mais de três minutos, caso contrário pode haver ressecamento e traumatismos na região vaginal. Em alguns momentos, como no período menstrual, depois de exercícios físicos e no pós-parto, o asseio deve ser feito com mais frequência , já que a região fica mais úmida, mas sempre com cautela, pois trata-se de uma região muito sensível.

Os seios também merecem atenção especial na hora do banho. Deve-se passar sabonete e secar muito bem a parte de baixo, nas ‘dobrinhas’, para que não fiquem sujos e úmidos, facilitando a proliferação de bactérias.

Higiene também é saúde.

Assista ao vídeo do Programa Bem Estar: http://globotv.globo.com/rede-globo/bem-estar/v/especialistas-explicam-como-deve-ser-feita-a-higiene-intima/2108620/

Especialidades

Consultas em mais de 20 especialidades médicas e com uma equipe qualificada.

VEJA A LISTA

Nossos Exames

Exames de alta qualidade e com os equipamentos mais modernos da região.

VEJA A LISTA
Escolha um serviço

Escolha um serviço

Especialidade médica é dedicada ao diagnóstico e tratamento de diversas doenças de origem não traumática que acometem o sistema musculoesquelético (ossos, músculos e articulações).

 

Especialidade dedicada ao funcionamento do sistema nervoso. O Neurologista atua no diagnóstico e tratamento das doenças que afetam o sistema nervoso (cérebro, medula espinhal, raízes nervosas e nervos) e músculos (doenças musculares – miopatias).

Área médica incumbida de diagnosticar e tratar doenças no aparelho urinário formado pelos rins, bexiga, ureteres e uretra tanto no sexo masculino, quanto o feminino. Além o urologiasta se dedica ao estudo e tratamento de patologias no órgão genital masculino.

É a especialidade médica cuja área de atuação compreende: Cirurgia Abdominal, Cirurgia videolaparoscópica e Cirurgia do trauma. Esta especialidade médica ocupa-se do estudo dos mecanismo fisiopatológicos, diagnóstico e tratamento de enfermidades passíveis de abordagem por procedimentos cirúrgicos.

É a especialidade médica cuja área de atuação compreende: Cirurgia Abdominal, Cirurgia videolaparoscópica e Cirurgia do trauma. Esta especialidade médica ocupa-se do estudo dos mecanismo fisiopatológicos, diagnóstico e tratamento de enfermidades passíveis de abordagem por procedimentos cirúrgicos.

É a especialidade médica cuja área de atuação compreende: Cirurgia Abdominal, Cirurgia videolaparoscópica e Cirurgia do trauma. Esta especialidade médica ocupa-se do estudo dos mecanismo fisiopatológicos, diagnóstico e tratamento de enfermidades passíveis de abordagem por procedimentos cirúrgicos.

Exame que registra oscilações elétricas da atividade cardíaca. Não necessita jejum

É um método diagnóstico que utiliza o eco produzido pelo som para ver em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas e órgãos do organismo. Preparo: Depende do exame a ser realizado. Para maiores informações consulte seu médico. Veja alguns exemplos: •Ultrassonografia Abdome total: Jejum de 12 horas e uso de laxantes no dia anterior ao exame (sob orientação médica); •Ultrassonografia Pélvica Abdominal: bexiga cheia; •Ultrassonografia Pélvica Transvaginal: bexiga vazia.

Exame utilizando uma sucessão de raios x, estudando pequenos segmentos do corpo humano. Preparo: Dependerá da indicação do exame. Consultar seu medico anteriormente.